Ervas e Chás Abortivos

O assunto de hoje é uma questão de saúde muito importante: as ervas e chás abortivos. Por questões diversas, muitas mulheres procuram na internet receitas caseiras que possam levar ao aborto. No entanto, além da prática do aborto ser crime no Brasil, essas supostas receitas naturais podem ser muito prejudiciais para a mulher que as consome, podendo levar até mesmo a morte. Justamente por isso, não aconselhamos de modo algum a ingestão de qualquer erva desse tipo.

Sobre os Chás Abortivos

O chá preparado com algumas ervas, como a buchinha paulista, a canela e a carqueja são considerados como abortivos. Elas podem prejudicar a gravidez porque alteram a pressão sanguínea, levam às contrações do útero ou causam hemorragias. Isso quer dizer que uma mulher grávida deve ficar longe dos chás feitos com esses ingredientes, para não correr riscos.

No entanto, nenhum desses chás listados é de fato eficaz na interrupção da gestação. Como dissemos, eles podem prejudicar a gravidez, ou seja, existe uma chance mas isso não é garantido. Então, procurar esse tipo de alternativa, além de não atingir o efeito desejado, costuma trazer sérios prejuízos para a saúde da mulher e também do feto.Chás Abortivos

Outras Ervas Perigosas

  • mil-folhas
  • aloe vera
  • angélica
  • absinto
  • calêndula
  • borragem
  • hidraste
  • erva-de-são-joão
  • zimbro
  • erva-de-gato
  • sene
  • confrei
  • verbena
  • jurubeba
  • salsaparrilha
  • cáscara sagrada
  • nós moscada

Muito Cuidado!

Todas essas ervas aqui listadas devem ser evitadas por mulheres grávidas, exceto quando houver recomendação do médico que acompanha a gestação. É bom que tenhamos conhecimento delas porque muitas são indicadas popularmente para enjoos, insônia, azia e outros problemas que podem afetar as grávidas, mas, nesses casos, são muito perigosas. Durante a gestação, evite tomar qualquer tipo de remédio caseiro sem o conhecimento de um especialista.

Por Mila Silva nas categorias Saúde. Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Relacionados

Deixe seu comentário sobre "Ervas e Chás Abortivos"