Distúrbios Alimentares: Comer Compulsivo

Dentre os distúrbios alimentares mais comuns, está a compulsão alimentar ou comer compulsivo. Ainda assim, pouco se conhece sobre a doença, que ainda é tratada como gula ou despreocupação com o peso.

Quem sofre com esse mal come grandes quantidades de comida de uma só vez, de forma voraz. Algumas vezes, a vítima consome até 10.000 calorias em um único dia, e não escolhe o que vai comer, ingerindo qualquer alimento que estiver pela frente.

Comer compulsivo

Transtornos alimentares: compulsão alimentar

Nos casos de compulsão alimentar periódica, a pessoa sente um impulso incontrolável por comer e depois se sente culpada pela exagero, mas não expurga o que comeu. Já nos casos de bulimia nervosa, após comer compulsivamente a pessoa sente necessidade de compensar o exagero, e provoca vômitos, faz uso de laxantes ou faz exercícios físicos em excesso.

A maior parte dos obesos sofre com a compulsão alimentar. Além da dificuldade em manter o peso, essas pessoas estão suscetíveis à vários problemas de saúde, devido à alimentação desregrada e ao ganho de peso. As doenças cardíacas e alguns tipos de câncer, como o de estômago e o de intestino, atingem mais os indivíduos obesos, por isso, todo o cuidado, quando se trata de compulsão alimentar, é pouco.

Principais sintomas da compulsividade

  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Necessidade de comer escondido;
  • Ingestão compulsiva de comida;
  • Uso de drogas ou álcool.

A compulsão pode ser definida como um comportamento repetitivo, que foge do controle de quem o pratica. Assim como em outro casos de compulsão, como a compulsão por compras, por exemplo, a pessoa que sofre com a compulsão alimentar, tem pensamentos incontroláveis, repetitivos e insistentes. Mesmo reconhecendo que esses pensamentos são prejudiciais, a pessoa não consegue escapar deles. A sensação desagradável  só é amenizada com o consumo de comida.

Nesses casos, o uso de antidepressivo se mostra bastante eficaz no tratamento da compulsão. Mas assim como em outros distúrbios, o ideal é que o paciente tenha acompanhamento médico, piscológico e nutricional. O mais importante é cuidar não só dos sintomas físicos, mas também das causas mentais que podem ter acarretado o problema.

Por Mila Silva nas categorias Saúde. Tags: , , , , , , , , , ,

Relacionados

Deixe seu comentário sobre "Distúrbios Alimentares: Comer Compulsivo"