Alimentação de crianças

É importante que as crianças aprendam desde cedo a se alimentar de forma saudável. Pensando nisso, muitos pais se preocupam com o que os filhos comem, pois, em geral, criança criam dificuldades na hora de comer. Os pequenos costumam  ser seletivos, comem pouco e preferem se alimentar de bobagens, como doces e salgadinhos. Isso acontece porque nosso paladar precisa ser educado, assim como tudo o que fazemos na vida.

A preocupação com a alimentação das crianças é natural, mas não pode ser exagerada. Muitas mães se desesperam quando o filho se recusa a comer e recorrem a estratégias equivocadas, como recompensas e até mesmo suplementos alimentares. É preciso lembrar que não é por falhar uma ou outra refeição que a criança terá seu desenvolvimento prejudicado. Quando a criança estiver com fome ela comerá o que foi oferecido, sem precisar insistir.

Para quem dúvidas quanto a alimentação infantil, separamos algumas dicas para acabar com a pirraça na mesa e garantir que seus filhos tenham uma alimentação saudável sem sofrimento.

Dicas

Alimentação infantil

Dicas para seu filho comer de tudo!

  • Ofereça porções adequadas à fome e tamanho da criança. Muitas vezes a comida é deixada no prato porque a quantidade foi exagerada. Lembre-se que crianças não comem o mesmo tanto que um adulto;
  • Ninguém gosta de comer a mesma coisa todos os dias, muitos menos as crianças. Diversifique o cardápio e tente apresentar coisas novas para despertar o interesse da criança pelos alimentos;
  • Um prato colorido chama a atenção e desperta o paladar;
  • Acrescente frutas e verduras em todas as refeições, mesmo que a criança se recuse a comer;
  • Nunca force a criança a comer qualquer coisa, pois ela pode ficar com “raiva” do alimento;
  • Deixe as frutas, legumes e verduras sempre por perto. Deixar uma salada de frutas bonita e colorida na geladeira, pro exemplo, é uma ótima forma de despertar o interesse da criança sem forçá-la a nada;
  • Sopas e alimentos batidos no liquidificador impedem que a criança reconheça o sabor dos alimentos e aprenda a distingui-los. Por isso, ofereça as verduras e legumes separadamente;
  • O espaço para a alimentação deve ser tranquilo: desligue a TV ou o rádio e evite discussões à mesa;
  • A criança deve aprender a importância de uma alimentação desde cedo. Por isso, não ofereça recompensas para quando ela se alimentar; o próprio alimento deve ser a recompensa;
  • A dica mais importante é o exemplo dos pais. De nada adianta oferecer um brócolis a seu filho se você está comendo uma guloseima qualquer. Se você não come o que está oferecendo, acabará causando a impressão de que o alimento é ruim.

Caso essas dicas não ajudem, procure a ajuda de um profissional. Lembre-se que a alimentação infantil determinará a saúde do seu filho no futuro.

Por Mila Silva nas categorias Nutrição. Tags: , ,

Relacionados

Deixe seu comentário sobre "Alimentação de crianças"